STF decidirá se Receita pode enviar dados ao MPF antes de decisão administrativa.

Corte julga na quinta se Fisco pode informar sobre dívida tributária e eventuais crimes antes do fim do processo administrativo.

Está na pauta desta quinta-feira (10/3) do Supremo Tribunal Federal (STF) uma ação que causa preocupação em contribuintes de diversos setores. Os magistrados vão decidir se o Fisco pode enviar informações ao Ministério Público sobre a existência de uma dívida tributária e potenciais crimes cometidos pelos contribuintes antes da decisão final na esfera administrativa que confirme definitivamente esse débito.

O tema é objeto da ADI 4.980. Na ação, o Ministério Público Federal busca a declaração de inconstitucionalidade do artigo 83 da Lei 9.430/96 no que se refere aos crimes formais – e não aos crimes materiais – contra a ordem tributária, especialmente o de apropriação indébita previdenciária.

De acordo com esse dispositivo, o Fisco pode enviar a representação fiscal para fins penais ao Ministério Público depois de proferida a decisão final sobre a exigência do crédito na esfera administrativa. Com essas informações, o Ministério Público analisa se abre inquérito e, mais à frente, se oferece denúncia ao Judiciário por crime contra a ordem tributária ou se arquiva a representação.

Advogados tributaristas e criminalistas criticam a ação do Ministério Público. O tema foi abordado em um relatório especial enviado aos assinantes da solução corporativa JOTA PRO Tributos. Baixe o relatório gratuitamente e conheça como ajudamos nossos assinantes a compreender melhor as movimentações que impactam a tributação brasileira.

O relatório especial sobre o julgamento do STF foi enviado em primeira mão a assinantes da solução corporativa JOTA PRO Tributos. Assine e tenha acesso a notícias exclusivas sobre bastidores e julgamentos da área tributária no STF, STJ e do Carf!

CRISTIANE BONFANTI – Repórter do JOTA em Brasília. Cobre a área de tributos. Passou pelas redações do Correio Braziliense, O Globo e Valor Econômico. Possui graduação em jornalismo pelo UniCeub, especialização em Ciência Política pela UnB e MBA em Planejamento, Orçamento e Gestão Pública pela FGV. Cursa Direito no UniCeub.

Veja mais detalhes em: https://www.jota.info/tributos-e-empresas/tributario/stf-decidira-se-receita-pode-enviar-dados-ao-mpf-antes-de-decisao-administrativa-09032022

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.