Oliveira tem novamente a maior pontuação do ICMS Patrimônio Cultural do Centro-Oeste de MG; veja as outras cidades

Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais divulgou os dados que determinam os recursos que serão repassados em 2023.

Com 26,46 pontos, Oliveira segue como a cidade do Centro-Oeste de Minas que mais teve pontuação no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) Patrimônio Cultural exercício 2023. No exercício 2022, divulgado no ano passado, o município também teve a maior pontuação da região, com 22,59 pontos.

“Comemoro o resultado pois o ano de pandemia foi muito difícil, tudo ficou muito limitado, mas juntamente com nossa equipe fizemos um bom trabalho e o resultado está aí”, completou o secretário de Cultura, Kilder Pinheiro.

Segundo a prefeita Cristine Lasmar, a pontuação direciona o município quanto às ações futuras, que sempre terão como objetivo preservar o patrimônio cultural. “Aumentamos nossa pontuação com ações, investimentos e valorização de nossos patrimônios materiais e imateriais”, disse.

A alta pontuação vai garantir recursos para investimentos em ações culturais como o congado.

Ranking das cidades com maior pontuação

Em seguida, se manteve em segundo lugar o município de Pará de Minas (25,70 ); Pitangui (22,42) e São Francisco de Paula (19,40). Itapecerica e Bom Despacho que apareciam entre as três com maior pontuação, neste ano saíram do ranking (veja abaixo a lista completa das regiões).

A tabela de pontuação definitiva do ICMS Patrimônio Cultural foi disponibilizada no site do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG). Para solicitar os recursos, a cidade deve construir e colocar em prática, com a participação da comunidade e do Conselho Municipal de Patrimônio Cultural, uma política de proteção ao patrimônio cultural.

No total, 822 municípios receberam pontuação, após técnicos do Instituto analisarem as pastas com a documentação enviada pelos municípios mineiros referentes às ações implantadas nos anos interiores.

De acordo com o Estado, em novembro a classificação definitiva será encaminhada à Fundação João Pinheiro (FJP), instituição pública responsável por calcular os valores que serão repassados no próximo ano. Ainda não há uma definição da quantia.

Resultados do Centro-Oeste
Conforme a tabela, as 10 maiores pontuações nas regiões foram obtidas por Oliveira (26,46); Pará de Minas (25,70); Pitangui (22,42);São Francisco de Paula (19,40); Formiga (19,27); Itapecerica (18,44); Pimenta (18,27); Itaúna (17,86); Capitólio (17,68) e Candeias (17,05).

Veja a pontuação das cidades do Centro-Oeste de Minas:

Pontuação definitiva do ICMS Patrimônio Cultural 2022

Município Pontuação Total:

  • Abaeté 10,99
  • Araújos 10,24
  • Arcos 15,03
  • Bambuí 12,58
  • Bom Despacho 18,20
  • Capitólio 17,68
  • Carmo da Mata 12,80
  • Carmo do Cajuru 14,97
  • Carmópolis de Minas 12,71
  • Cláudio 14,20
  • Candeias 17,05
  • Conceição do Pará 8,10
  • Córrego Fundo 13,38
  • Divinópolis 15,44
  • Dores do Indaiá 14,93
  • Formiga 19,27
  • Igaratinga 9,37
  • Iguatama 13,84
  • Itapecerica 18,44
  • Itaúna 17,86
  • Japaraíba 12,72
  • Lagoa da Prata 13,95
  • Luz 13,87
  • Maravilhas 10,31
  • Moema 10,30
  • Nova Serrana 7,20
  • Oliveira 26,46
  • Onça de Pitangui 15,82
  • Pains 15,17
  • Papagaios 10,64
  • Pará de Minas 25,70
  • Passa Tempo 12,02
  • Pedra do Indaiá 2,90
  • Perdigão 8,90
  • Pimenta 18,27
  • Pitangui 22,42
  • Pompéu 16,42
  • Quartel Geral 8,85
  • Santo Antônio do Monte 16,27
  • São Francisco de Paula 19,40
  • São Roque de Minas 10,00
  • São Sebastião do Oeste 6,30
  • Serra da Saudade 14,96
  • Tapiraí 8,83

Fonte: Governo de Minas

Fonte: https://g1.globo.com/mg/centro-oeste/noticia/2022/06/26/oliveira-tem-novamente-a-maior-pontuacao-do-icms-patrimonio-cultural-do-centro-oeste-de-mg-veja-as-outras-cidades.ghtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.