Ford mata mais um: fãs desconsolados.

Quando a Ford anunciou sua saída do Brasil, ela afirmou que a produção do Troller seria mantida. Porém, o desfecho da história não foi esse…

A fábrica do jipe Troller no Ceará foi adquirida pela Ford, não pelo produto, mas para abocanhar incentivos fiscais e deixar de pagar centenas de milhões de reais de impostos em sua fábrica de Camaçari, na Bahia.

Como o governo do Ceará exigiu que se mantivesse a produção do Troller, ela foi aperfeiçoando o jipe que acabou criando uma legião de fãs.

Quando a Ford anunciou, em janeiro deste ano, que iria fechar todas suas fábricas, os fãs do Troller respiraram aliviados, pois ela afirmou que só ele seria mantido em produção. E, em seus planos, que venderia a fábrica até o final deste ano.

Vários candidatos apareceram. Mas, não é que a Ford descumpre sua promessa quase ao final das negociações com um pretendente e resolve não ceder nem a marca e nem o projeto?

Claro que assim – só levar galpão e máquinas – foi uma ducha de água fria na fervura e ninguém mais se interessou.

Resumo da ópera é que o Troller, um dos únicos bem sucedidos projetos de origem nacional, teve sua morte decretada na semana passada.

Veja mais detalhes em: https://autopapo.uol.com.br/blog-do-boris/ford-fas-desconsolados/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.