Em Campinas, Tarcísio de Freitas defende a retomada da industrialização

Pré-candidato ao governo paulista apresentou suas propostas na sede da Acic.

Diante de uma plateia de aproximadamente 200 pessoas, formada por políticos, empresários e lideranças locais, o pré-candidato ao governo do Estado de São Paulo, Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos), afirmou na terça-feira (14) que, se eleito, priorizará a retomada da industrialização do Estado, com ênfase nas políticas públicas de incentivos fiscais, visando a atração de novos investimentos. O ex-ministro da Infraestrutura do governo do presidente Jair Bolsonaro foi recebido na terça-feira na sede da Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic), inaugurando a série de encontros com os postulantes ao Palácio dos Bandeirantes, a fim de apresentarem aos empresários da cidade as suas propostas, em especial à Região Metropolitana.

O encontro ocorreu no auditório da entidade, no Centro, e contou com a participação de autoridades, como o prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos), parlamentares e representantes de entidades de classe do setor produtivo e empresarial, a exemplo do vice-presidente da Associação, Guilherme Campos. Também esteve presente o assessor especial do ministro da Economia, Paulo Guedes, Guilherme Afif Domingos, que atualmente coordena a campanha de Tarcísio de Freitas a governador.

Na palestra, Tarcísio enfatizou a sua ligação com Campinas e a oportunidade do Estado de São Paulo ter um projeto liberal de desenvolvimento, caso ele saia vencedor nas urnas. De imediato, ele falou sobre a privatização da Eletrobrás, cujas ações foram lançadas ontem (14) na B3 – Bolsa de Valores oficial do Brasil, sediada em São Paulo. A companhia estatal é considerada líder em transmissão e geração de energia elétrica no país. “Hoje é um dia histórico. A Eletrobras foi privatizada. A segunda operação financeira do planeta e a maior do Ocidente. Mas realmente uma grande operação, que, com os recursos aportados, será possível a redução do custo de energia. E São Paulo tem muito potencial na geração de energia a partir da cana de açucar”, disse.

Segundo o pré-candidato, o Estado de São Paulo precisa retomar o caminho da industrialização. “Vivemos um momento de bastante oportunidade e o Estado de São Paulo precisa voltar a ser protagonista. Isso passa por questões pontuais, que vão trazer benefícios na geração de empregos e renda e vão ao encontro do que o setor produtivo almeja. Campinas está em uma região privilegiada e pode ser muito beneficiada”, disse.

Entre os planos apresentados ontem (14) pelo pré-candidato para impulsionar o desenvolvimento do Estado, ele ressaltou o fomento da atração de investimentos para que o Estado possa voltar a ser dinâmico na sua produção industrial. Entre as ações propostas, está apostar nos incentivos tributários. “O Estado deixou de ser agressivo na guerra fiscal e perdeu muito espaço na atração de investimentos para outros estados, como o Mato Grosso do Sul, por exemplo. O Estado de São Paulo teve um esvaziamento de suas fronteiras. Estamos sucumbindo à ousadia de outros estados da federação e São Paulo precisa voltar a ser protagonista”, disse.

O diretor do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) em Campinas, José Henrique Toledo Corrêa, destacou a importância do pré-candidato de ter uma agenda de industrialização do Estado de São Paulo. “É necessário que ocorra uma política governamental voltada para isso. O Estado e a federação trabalhando nesse sentido, mas o Estado de São Paulo precisa ter uma retomada da volta das indústrias”, disse.

O dirigente destacou o aprendizado durante o período mais crítico da pandemia. “A gente viu com a pandemia que a gente não pode depender tanto das indústrias que ficam do outro lado do mundo, e a gente precisando de insumos. Então, a gente tem condições técnicas de desenvolver algumas áreas. Nós não temos tecnologia para fazer chip. Podemos trazer algumas indústrias para permitir essa produção. Assim, uma política de reindustrialização do Estado de São Paulo é muito bem-vinda e vai permitir gerar empregos ainda”, disse.

Ao ressaltar o seu comprometimento com a industrialização, Tarcísio citou também a necessidade de valorizar áreas como a Educação que, segundo ele, deve ser voltada ao mercado de trabalho. Destacou ainda a necessidade de investimentos em segurança pública e implementação da tecnologia na área da Saúde. “Um Estado forte se faz valorizando os servidores. E isso está diretamente ligado à valorização das forças de segurança, do professor e da gestão da saúde, com melhorias nas condições de trabalho e implementação de tecnologia, a chamada telemedicina”, disse o ex-ministro. Depois do evento na Acic, Tarcísio visitou a sede do Correio Popular, onde concedeu entrevista exclusiva, que será publicada no próximo domingo.

A presidente da Acic, Adriana Flosi, informou que a série de entrevistas com os pré-candidatos ao governo do Estado continuará nas próximas semanas na sede da entidade. O próximo convidado será Felício Ramuth (PSD), ex-prefeito de São José dos Campos, no dia 21. “A Acic é uma entidade apartidária, cujo propósito é impulsionar o empreendedorismo, colaborar para o fomento das empresas e gerar empregos, de modo a contribuir ao desenvolvimento econômico e social de Campinas. Em seu papel de interlocutora dos setores do comércio e serviços junto às instâncias do poder público, a Acic entende ser de suma importância gerar essa oportunidade de debate entre empreendedores e aqueles que pleiteiam governar o nosso estado”, disse Adriana.

A iniciativa da entidade conta com o apoio de outras instituições parceiras, como o Ciesp Campinas, Habicamp, Sindilojas Campinas e Região e Sindivarejista Campinas e Região.

O Correio Popular publica no domingo, 19, entrevista exclusiva com o ex-ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, pré-candidato ao governo do Estado de São Paulo pelo Republicanos.

Fonte: https://correio.rac.com.br/campinasermc/tarcisio-de-freitas-defende-a-retomada-da-industrializac-o-1.1253279

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.